Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Charles Gavin apresentará série sobre o Pará

Imprensa

Charles Gavin apresentará série sobre o Pará

Cena musical e cultural paraense na tela da TV Cultura
Foto em destaque

 

Foto: Camila Lima
 
O músico Charles Gavin, ex-baterista da banda Titãs, passou a semana passada toda em Belém, pesquisando a cena musical paraense que resultará em cinco programas para a série de TV denominada 'Brasil Adentro: A Música do Pará' que será veiculada pelo Canal Brasil e apresentada pelo artista. A ideia, segundo o projeto, é mostrar um mosaico sobre o Pará em toda sua complexidade, abordando, além da música, a cultura, economia, história e geografia da região, por meio de entrevistas, apresentações acústicas exclusivas, imagens documentais, stock shots das paisagens, gravadas com câmeras HD Full e com apoio de profissionais da TV Cultura do Pará.
 
Como resultado da parceria, a TV Cultura vai ficar com os direitos para exibir a série na emissora local, que abordará os vários gêneros musicais paraense, como o carimbó, tecnobrega, guitarrada, MPB, choro e música erudita. A série vai incluir artistas da região de Santarém, Marabá e da ilha de Marajó.
 
O músico disse que depois de ouvir tantos discos de música paraense, ficou “convencido de que o mínimo que nós poderíamos fazer é lançar um olhar preciso e com fidelidade sobre a cena paraense, de todos os gêneros, do erudito ao popular”, contou. Charles Gavin explicou que a ideia de mostrar o que está acontecendo na cena musical do norte do país, surgiu de um certo “desconforto” com o que a televisão brasileira mostra, focada basicamente entre Rio e São Paulo, segundo ele, “feita pra si mesmo”.
 
Gavin acredita que é papel da TV contemplar toda essa diversidade que é o Brasil. “É como se isso aqui (o Pará) fosse um outro país”, pondera. “Nós somos um país com muita diversidade, muita riqueza e acho que o Brasil não tem olhado o Pará da forma que deveria. (A cena musical paraense) merece um olhar maior, mais atento, mais preciso. Daí a nossa pretensão de vir até aqui, entender a música paraense desse momento e de décadas passadas, e produzir programas pras pessoas que assistem o Canal Brasil conhecer essa cena tão rica que tem aqui”, informou.
 
O músico declarou que dos artistas que ele teve contato, gostou muito das músicas da cantora e compositora Dona Onete. “Fiquei muito impressionado com o trabalho dela”, contou. Ele também ouviu o novo CD da Gaby Amarantos que, segundo ele, “está um trabalho de primeiro mundo”. “Eu fiquei muito impressionado com a figura dela, com as ideias, a coerência, com a lucidez”, pontuou. Charles Gavin ainda conversou e ouviu as músicas de artistas como Felipe Cordeiro e Félix Robatto.
 
“Uma coisa que me chamou bastante a atenção foi o pensamento deles sobre a música paraense, e a maneira como eles se relacionam com a música das décadas passadas”, disse. “Outra coisa foi a dimensão do universo brega, que aqui é um gênero de música, enquanto no sul a palavra é empregada como sinônimo de mau gosto, de algo que já passou da hora. É um painel tão diversificado que é difícil optar por um ou por outro. Todos são interessantes. Espero que a gente consiga retratar toda essa diversidade que a gente está entrando em contato agora”, completou.
 
Charles Gavin ainda falou sobre os 30 anos do Titãs que será comemorado com uma turnê pelo Brasil, juntando os músicos que já deixaram a banda. “A gente tem obrigação de comemorar”. O músico disse também que já estava com saudades de tocar bateria, o que deve acontecer no segundo semestre deste ano. “É algo que me faz muita falta, sinto vontade de tocar bateria. Eu gosto de ficar tocando sozinho no estúdio”, contou.