Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Encontro discute novas diretrizes para a Funtelpa

Imprensa

Encontro discute novas diretrizes para a Funtelpa

Evento definiu a nova missão da Fundação
Foto em destaque

Discutir perspectivas de futuro para a Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa) foi o mote do ‘Encontro de Gestores Foco e Visão’, que reuniu gestores e coordenadores de área da emissora no último sábado, 29, em um hotel em Belém. A partir da troca de ideias e sugestões, eles projetaram cenários possíveis para os próximos anos da Fundação. Depois de mais de oito horas de debates, discussões em grupo e individual, foi definida a nova missão da Funtelpa, que passa ser: comunicar, educar e divertir para cidadania.

Segundo Ana Morkazel, diretora da empresa de consultoria Talents, que coordenou o encontro, as empresas modernas precisam ter uma missão clara que possa ser internalizada pelos colaboradores para nortear a visão e o foco da empresa em busca de resultados. Ela destacou o interesse dos participantes em ‘pensar’ a emissora. “O que eu vi aqui foi um grande salto de qualidade. Eu acho que vocês estão no caminho certo. Eu não tenho a menor dúvida que vocês vão chegar a resultados bem satisfatórios”.

Para o secretário de Comunicação Social do Governo do Estado, Ney Messias, é preciso planejar, traçar cenários possíveis para não ser surpreendido com o que o futuro trará. “A Adelaide e a equipe dela fazem muito bem planejar a Funtelpa para os próximos anos, até por que se você não aliar todo mundo na mesma visão, nas mesmas metas e nos mesmos objetivos, dificilmente seus resultados serão interessantes”, pontuou.

O secretário destacou, ainda, que a atual gestão tem como prioridade a busca por resultados. “Uma boa audiência, bons conteúdos, e ao final do período poder dizer: essas emissoras receberam tantos milhões de reais de investimentos públicos e estão deixando isso de ativo público, é a melhor recompensa”, destacou. Ney Messias lembrou que a Funtelpa é de fundamental importância para a comunicação do estado. “É através das nossas emissoras que conseguimos colocar todos os nossos signos culturais, que as outras emissoras não conseguem mostrar. O paraense se vê verdadeiramente através da TV Cultura”.

A presidente da Funtelpa, Adelaide Oliveira, acredita que a fundação está entrando em uma nova era e precisa se adequar ao que essas mudanças impõem. “A gente precisa, de fato, pensar o futuro da emissora, independente de gestão. Antes de ser um projeto de governo, a Funtelpa é um projeto do povo do Pará. Hoje ela está em 105 municípios e a intenção é digitalizar a transmissão. Já conseguimos ampliar o alcance da Rádio por meio da Rede Cultura de Comunicação e em breve vamos colocar no ar o novo Portal”, destacou.

Adelaide destaca que é importante que a emissora se perceba inserida na Amazônia e na comunicação pública do Brasil. “É muito interessante quando você traz todos os gestores e coordenadores de área pra que eles se vejam e pensem juntos isso, porque na verdade são essas pessoas que fazem a emissora. Esse movimento só pode acontecer a partir das pessoas que trabalham nessa fundação. Então, é importante que a gente faça isso para pensar o futuro da Funtelpa daqui a cinco, dez, quinze anos. A fundação precisa continuar com uma missão clara, uma visão estabelecida. Isso é muito importante. Daí o título do nosso encontro ser visão e foco, pra que a gente possa fazer a melhor comunicação pública da Amazônia, sempre pensando em cidadania, inclusão e promoção de igualdade”, concluiu.