Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Programa “Amazônia Samba” está de volta

Tv Cultura

Programa “Amazônia Samba” está de volta

Atração comandada pelo cantor Arthur Espíndola reúne ícones do samba
Publicado em 23/06/2016
Atração comandada pelo cantor Arthur Espíndola reúne ícones do samba
Foto em destaque

Foto: Camila Lima

O programa “Amazônia Samba, que promove um encontro entre sambistas da velha guarda e da nova geração, mostrando toda a originalidade do samba produzido na região amazônica, está de volta à programação da TV Cultura. Com apresentação do cantor e compositor Arthur Espíndola, a atração pode ser conferida toda sexta-feira, às 19h30, com reprise aos domingos, às 14h. O “Amazônia Samba” é uma produção da TV Cultura em parceria com a Senda Produções. 

 

 

A ideia de fazer um programa dedicado ao samba amazônico surgiu a partir da curiosidade musical de Arthur Espíndola, quando descobriu que Edmundo Souto e Toninho Nascimento, compositores que tiveram sambas gravados por grandes intérpretes da música popular brasileira, são paraenses. “Resolvi mergulhar nessa pesquisa e mostrar que na Amazônia também existe samba. É um ritmo brasileiro e, como a língua portuguesa, tem um sotaque diferente em cada região”, diz ele. 

 

 

Idealizado inicialmente como uma série para internet, o projeto foi contemplado com a Bolsa de Pesquisa, Criação, Experimentação e Divulgação em Artes, do Instituto de Artes do Pará (IAP), em 2013. Foram produzidos dois programas pilotos, que chegaram a ser exibidos nacionalmente pela TV Brasil. A partir dessa experiência, Arthur Espíndola e o produtor cultural Pedro Vianna formataram um projeto para televisão e buscaram patrocínio, encontrando na TV Cultura a parceria ideal.

 

 

Com direção de Pedro Vianna e Roger Paes e produção de Narjara Oliveira, foram gravados os doze episódios da primeira temporada, no restaurante Terra do Meio, em Marituba, região metropolitana de Belém. Cada episódio tem duração de 26 minutos e conta um pouco da trajetória de um personagem, com entrevistas, curiosidades e apresentações musicais.

 

 

“Acho que conseguimos mostrar a essência do samba amazônico, misturando elementos de outros ritmos da região, como carimbó e lundu”, diz Pedro Vianna, que também é músico ligado ao samba. Para Arthur Espíndola, o maior legado do projeto é documentar histórias e sucessos que agora poderão ser conhecidos pelo grande público. “Isso levanta a auto-estima do artista e fomenta a cena cultura local com seus compositores e cantores. A TV Cultura nos deu total liberdade, ao mesmo tempo em que imprimiu um senso estético e poético ao programa”, adianta.

 

 

PERSONAGENS

Cada episódio é centrado em um personagem ou grupo, como o amazonense Chico da Silva, compositor de sucessos como “Pandeiro é meu nome”, consagrado na voz de Alcione, e “Vermelho”, exportado do Festival de Parintins para o mundo. O programa traz ainda artistas como o paraense Edmundo Souto, que compôs o clássico “Andança”, em parceria com Danilo Caymmi e Paulinho Tapajós, imortalizado pela cantora Beth Carvalho. Em 1969, Edmundo venceu o Festival Internacional da Canção com a música “Cantiga por Luciana”, interpretada por Evinha.

 

 

Outro destaque é o compositor Toninho Nascimento, autor, em parceria com Romildo, dos dois maiores sucessos de Clara Nunes: “Conto de areia” e “Deusa dos orixás”. Foi gravado por Elizeth Cardoso, Paulinho da Viola e Maria Bethânia. Toninho ainda está na ativa e compôs o samba da Portela nos últimos três anos.

 

 

Grupos paraenses que fizeram história, como Manga Verde e Luz e Sombra, também estão no “Amazônia Samba”, ao lado de cantores como Pedrinho Cavalléro, Almino Henrique, Andreia Pinheiro, Alba Maria, Mariza Black e Larissa Leite, da nova geração. Sob a direção musical de Igor Nicolai, o programa conta com uma banda formada por jovens talentos do samba: Diego Xavier (banjo regional e bandolim), Tiago Amaral (clarinete), Marcus Cezar (cavaco), Ricardo Jardim, Marcus Gama, Bruno Miranda e João Paulo Pires (percussão).

 

 

A primeira temporada do “Amazônia Samba” foi realizada com o patrocínio de Máxima Segurança e Banco da Amazônia. E teve apoio de Restaurante Rural Terra do Meio, CCAA, Casa de Noca e Youth.

 

 

ASSISTA

PROGRAMA AMAZÔNIA SAMBA

Toda sexta-feira, às 19h30, com reprise aos domingos, às 14h, na TV Cultura (canal 2) e no Portal Cultura (www.portalcultura.com.br).