Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Campanha “Doadores FC” uniu futebol e solidariedade

Imprensa

Campanha “Doadores FC” uniu futebol e solidariedade

O dia “D” da campanha levou ao Hemopa torcedores e atletas do futebol paraense unidos em defesa da vida.
Campanha “Doadores FC” uniu futebol e solidariedade

Foto: Camila Lima (Portal Cultura)

 

Aconteceu nesta sexta-feira (07), pelo segundo ano consecutivo, o dia “D” da campanha “Doadores Futebol Clube”, realizada pela Cultura Rede de Comunicação em parceria com a Fundação Hemopa durante o Campeonato Paraense Banpará 2017.

 

Com o slogan “Doar Sangue é Show de Bola”, a ação iniciada deste às 07h30 da manhã reuniu torcedores e atletas de clubes como Remo e Paysandu em prol da solidariedade pelas pessoas que precisam de doações de sangue e que são atendidas pelo hemocentro do Pará.

 

A campanha foi de grande importância também por conscientizar quanto à necessidade de ser doador, sobretudo nesse período de início de ano quando costuma ocorrer uma redução de até 50% nos estoques do banco de sangue e derivados.

 

Segundo a gerente de Captação de Doadores da Fundação Hemopa, Juciara Farias, essa queda nas doações se dá, entre outros motivos, pelas fortes chuvas e a maior incidência de viroses, o que impossibilita as doações. Assim, ainda de acordo com ela, a campanha Doadores FC é importante por associar o esporte e o lazer ao gesto da solidariedade em favor dos pacientes atendidos pelo Hemopa, mostrando às pessoas que, independentemente do time para o qual torce, “todos precisam fazer um gol pela vida”.

 

O público mais uma vez compareceu e fez a sua parte sendo solidário com quem precisa, foi o caso da recepcionista Danielle Paixão. Torcedora do Clube do Remo ela mobilizou familiares e amigos a comparecerem ao hemocentro para fazerem o mesmo gesto que ela em prol das pessoas que precisam.

 

Portador de tipo sanguíneo considerado raro e doador há muitos anos, o marítimo Iranildo Duarte, torcedor do Paysandu, tem consciência da gradeza do ato e sabe que cada bolsa de sangue coletada ajuda a salvar até quatro vidas. Por fim, ressaltou que para ele, independente de rivalidades no futebol, todos devem ajudar.

 

Outro torcedor que resolveu atender ao chamado da campanha e fazer a sua parte foi o autônomo Alcides Oliveira. Ele se tornou doador de sangue após uma experiência triste vivida durante a infância, quando perdeu um irmão com seis anos de idade por causa da leucemia. Segundo ele, “Nunca se sabe o dia de amanhã, pois pode ser eu que precise. Mas independente disso fazer a doação é um ato muito importante”.

 

Para a presidente da Cultura Rede de Comunicação, Adelaide Oliveira, realizar uma campanha como essa, que acontece pelo segundo ano consecutivo, também faz parte da missão da Rede Cultura enquanto emissora pública. Ou seja, através dessas ações é possível levar às pessoas a informação e o esclarecimento sobre a importância da doação de sangue. Ainda segundo Adelaide, aproveitar a audiência alcançada pelas transmissões dos jogos do Campeonato Paraense Banpará 2017 ajuda a mobilizar as torcidas do Remo, Paysandu e demais clubes para que façam a doação e entendam que “doar sangue é um ato de amor, de generosidade e, principalmente, de vida”.

 

Aos torcedores que não puderam comparecer nesta sexta, no dia "D", vale lembrar que a campanha ainda não acabou. Todos aqueles que estão em condições de ser um doador de sangue podem se dirigir ao Hemopa e concorrer ao sorteio de camisas autografadas pelos jogadores do Campeonato Paraense Banpará 2017.

 

Quem pode doar? Qualquer pessoa com boa saúde, com idade entre 16 e 69 anos e pesando acima de 50 quilos. Os menores de 18 anos precisam da autorização dos pais ou responsáveis legais. É necessário levar documento de identidade original e com foto e não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher, a cada três meses. No Hemopa é possível também fazer o cadastro de doadores de medula óssea, para isso o candidato deve estar bem de saúde, ter entre 18 e 55 anos e portar documento de identidade original e com foto.

 

Serviço: A Fundação Hemopa fica na Trav. Padre Eutíquio, nº 2109, em Batista Campos. As coletas são feitas de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h e aos sábados, das 7h30 às 17h. Mais informações podem ser obtidas pelo “Alô Hemopa” através do número 0800-2808118.