Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

São Caetano de Odivelas une tradição e belezas naturais

São Caetano de Odivelas une tradição e belezas naturais

A atividade turística é um dos grandes atrativos da cidade que reserva aos visitantes a Ilha dos Guarás.
São Caetano de Odivelas une tradição e belezas naturais

Foto: Rodolfo Oliveira / Agência Pará (Reprodução)

 

A rota que leva aos principais balneários paraenses também oferece aos veranistas opções de localidades com características típicas do interior e que mostram um lado pouco conhecido da Amazônia Atlântica. Um desses lugares é São Caetano de Odivelas.

 

Localizado a cerca de 94 Km de Belém, na Região do Salgado, com uma população estimada em 17,5 mil habitantes (IBGE 2016), o município que tem uma área de quase 744 km² é cercado pelo Rio Mojuim e se constitui em um dos destinos favoritos de quem prefere um programa mais tranquilo.

 

Suas ruas ainda conservam a cobertura em paralelepípedos dando a cidade ares tipicamente interioranos. Um passeio pela orla oferece uma vista incrível do rio Mojuim e suas inúmeras ilhas que possuem nomes curiosos como “Feiticeira”, “Cotovelo”, “Macaca”, “Tubarão” e “Marinheiro”. Na cidade é possível visitar também o Centro Cultural, a praça da feirinha e a famosa rampa em frente à prefeitura local. É de lá que saem e chegam os barcos trazendo o pescado.

 

Além da pesca e a produção de ostras, outra atividade que movimenta a economia local é a coleta do caranguejo. O município é o maior produtor e exportador do crustáceo no Pará e por isso recebeu o título de “terra do caranguejo”.

 

Com tantos rios e a diversidade de peixes, mariscos e demais “frutos do mar”, não é de se estranhar que a pescaria seja um dos maiores atrativos turísticos da região. Várias pessoas visitam São Caetano para a prática da pesca esportiva.

 

Histórico: A história do município é marcada pela presença de padres jesuítas durante o período colonial. Os religiosos da Companhia de Jesus instalaram-se no lugar e, em 1760, fundaram a fazenda denominada São Caetano, em referência à cidade lusitana de Odivelas. Em 1833 foi criada a freguesia de São Caetano de Odivelas, elevada a município em 1872.

 

Atrativos: Além das belas paisagens naturais, São Caetano oferece aos seus visitantes atrações gastronômicas e culturais. Na parte gastronômica, com toda a fartura de pescados, o caranguejo é considerado o “carro chefe” em diversos restaurantes da cidade.

 

Em relação à vida cultural de São Caetano de Odivelas o destaque é a tradição dos bois de máscaras, como o Boi Tinga e a Vaca Velha. Grupos típicos da região que trazem na história a memória de pescadores que há muitos anos celebravam as datas festivas com a utilização de bois vivos trazidos de outras cidades.

 

A tradição foi passando de geração em geração e com o tempo sofreu adaptações, como a substituição dos bois vivos por suas representações folclóricas - estruturas confeccionadas com arame, papelão e tecido - mantendo-se assim até os dias de hoje. Também foram incluídas nas manifestações locais as figuras dos pierrots, do vaqueiro e dos cabeçudos. O turista que quiser conhecer de perto essas manifestações culturais pode visitar as sedes dos grupos. O bloco da Vaca Velha, por exemplo, tem por tradição sair às ruas do município no final do mês de julho.

 

Quanto aos atrativos naturais é possível fazer passeios navegando pelas águas do rio Mojuim, de onde partem viagens para diversos balneários existentes na região, possibilitando também uma vista panorâmica da cidade. A praia do Rato é um exemplo desses balneários, onde fica a Ilha dos Guarás, palco da revoada dos pássaros da espécie que fazem ao final da tarde um belíssimo espetáculo no céu de São Caetano. Além da Praia do Rato, existem as praias do Farol e da Romana, distantes do município cerca de duas horas de barco.

 

COMO CHEGAR? A ida para São Caetano pode ser feita de carro particular ou de ônibus que saem do Terminal Rodoviário de Belém. O trajeto é pela rodovia BR-316 até a cidade de Santo Antônio do Tauá de onde a viagem segue pela PA-140 até chegar ao município.

 

Gostou de mais esse roteiro de viagem? Aproveite e compartilhe com a gente as melhores imagens do seu verão usando a hastag #VerãoCultura em suas redes sociais. Acesse AQUI e saiba como participar!