Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Rádio Cultura FM completa 32 anos com programação especial

Imprensa

Rádio Cultura FM completa 32 anos com programação especial

festa começa às 10h com show acústico da cantora Iva Rothe no Estúdio Edgar Proença
Foto em destaque
A Rádio Cultura FM (93,7 FM) completa 32 anos no ar nesta quarta-feira (11) e vai comemorar com muita música paraense na programação. A festa começa às 10h com show acústico da cantora Iva Rothe no Estúdio Edgar Proença e segue até 18h no programa Radar Especial, com apresentação de Ney Messias e Betty Dopazzo. Com mais de três décadas no ar, o jornalismo da emissora também comemora sucesso nas mídias sociais. 
 
"Pensamos em uma programação para mostrar os vários estilos e gerações da música paraense, e para isso, convidamos esses artistas que representam essa infinidade de ritmos. A rádio é uma referência na difusão e circulação da arte e cultura paraense. Os nossos programas falam de artes visuais, de cinema, então é um mix de tudo", detalha Linda Ribeiro, coordenadora de produção da Rádio Cultura FM. 
 
A programação começa às 10h com o acústico da cantora Iva Rothe no Estúdio Edgar Proença. Logo após o músico Pio Lobato estará no programa Interferência Zero Especial, com apresentação de Adelaide Oliveira. Pela parte da tarde, Mahrco Monteiro vai agitar o Caleidoscópio, com apresentação de Ana Clara Matos. O programa recebe ainda as presenças de Feira Equatorial e Lauvaite Penoso. A programação finaliza às 18h com Radar Especial, que será ao vivo, com apresentação de Ney Messias e Betty Dopazzo.
 
Com 30 anos dedicados a emissora pública, o diretor da Rádio Cultura Beto Fares destaca que a grande missão da rádio é dar espaço para que artistas paraenses sejam ouvidos e desenvolvam seus trabalhos. "A Rádio tem uma grande importância porque é lugar que atinge a classe artística. O grande momento da emissora foi em 1992 quando foi criado o estúdio, que permitiu a gravação de vários trabalhos de músicos por aqui. Mas não é só isso. A Rádio também oferece uma resistência em meio as outras emissoras porque aqui tocamos de música nacional a música paraense e folclórica", explica. 
 
Jornalismo
 
O processo de integração do conteúdo jornalístico da Rádio com a TV e Portal Cultura também foi outro avanço observado pelo diretor nos 32 anos da emissora. Desde o começo do ano, os veículos da Cultura Rede de Comunicação trabalham de forma integrada, principalmente nas mídias sociais da Cultura. "Outro grande serviço que a gente presta para população é quando a gente trabalha o jornalismo da rádio de forma integrada. Nós trabalhamos atualmente formas de levar para  ouvinte conteúdos diferenciados e essas informações começam a circular de forma eficaz. Então nós também servimos de escola. Aprendemos muito com os profissionais que passaram aqui e eles também aprenderam com a gente. Essa é a finalidade da emissora pública, que é de levar conhecimento e novas formas de fazer o jornalismo", completa Beto Fares. 
 
Para o jornalista Alexandre Lins, coordenador de jornalismo da Rádio Cultura, o grande desafio da emissora agora é manter o ouvinte mais conservador que ouve os boletins diários e conquistar novo público por meio das mídias sociais. "O conteúdo para rádio está consolidado há muito tempo e sempre conseguimos fazer isso bem. O grande desafio está nas redes sociais. O marco disso foi no início deste ano com a criação da página do Jornalismo Cultura no Facebook. Antes já atualizávamos o Tiwtter da emissora, mas não tínhamos áudio. Então procuramos entender de que forma levar esse conteúdo para as redes sociais e pensamos em vários formatos até chegarmos no vídeo selfie, cobertos com a narração do repórter. E isso foi se refinando. Mas em paralelo à isso também passamos a trabalhar mais com a redação da TV e Portal Cultura. Então hoje temos infinitas possibilidades", finaliza.
 
A Rádio Cultura FM foi criada no dia 11 de outubro de 1985 e surgiu com uma proposta diferenciada das rádios comerciais, que é divulgar o melhor da cultura musical paraense. No início, além de música regional, o repertório contava com música popular brasileira, jazz e música erudita. Além da programação musical, a rádio também é sinônimo de jornalismo sério e compromissado com a realidade. Atualmente a Cultura FM tem 25 programas na grade de programação e cobre 12 municípios paraenses, além do jornalístico Jornal da Manhã.