Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Toni Soares ganha documentário musical da TV Cultura do Pará

Imprensa

Toni Soares ganha documentário musical da TV Cultura do Pará

O projeto comemora os 30 anos de carreira do cantor e o aniversário da emissora.
Toni Soares ganha documentário musical da TV Cultura do Pará

Foto: TV Cultura do Pará (Divulgação)

 

A trajetória artística do cantor e compositor paraense Toni Soares será tema de um documentário musical produzido pela TV Cultura do Pará. Parte do registro será feito durante a gravação do DVD de 30 anos de carreira do artista, neste sábado (21) a partir das 17h, no Teatro Sesc Boulevard, em Belém. O documentário, que vai reunir, além de música, depoimentos de músicos e amigos do cantor, deve ser lançado em dezembro deste ano em razão dos festejos da Marujada de Bragança e em comemoração aos 30 anos da TV Cultura.

 

"A ideia do documentário é mostrar a formação musical do Toni. Mostrar que ele foi influenciado por várias vertentes da música, mas também destacar as referências que ele tem de Bragança e Belém, que são presentes na vida dele. Nós já acompanhávamos a carreira do Toni e quando surgiu essa oportunidade de traçar a trajetória musical dele pensamos: por que não mostrar isso em um documentário, mostrando como se constrói essa musicalidade? O Toni tem parcerias memoráveis e inventivas da música brasileira produzida na Amazônia que se reinventam a partir de suas várias experiências", detalha o jornalista Felipe Cortez, diretor do documentário que tem produção de Moana Mendes e Maicon Gomes

 

Em maio deste ano, no município de Bragança, nordeste paraense, terra natal de Toni, foi realizada a primeira parte do documentário, que resultou na gravação de um pequeno show na Igreja de São Benedito, reduto da Marujada e referência religiosa da cidade. A ideia foi resgatar a musicalidade do artista e a sua relação com São Benedito, padroeiro do município.

 

"Nós gravamos o show a partir de pequenas canções que o Toni fez para São Benedito e em homenagem a essa religiosidade dele. Então, a ideia foi fazer um movimento de retorno do Toni a Belém e gravar um show na capital que marcasse outro ponto da carreira dele, ou seja, uma coisa mais experimental e voltado para pesquisa musical que ele fazia enquanto radialista, já que foi responsável por grande cartografia musical e puxou isso para a música experimental dele", completa Cortez, ressaltando que a equipe também registrou imagens de Toni enquanto professor da rede pública de Bragança.

 

Durante o show em Belém Toni vai receber os músicos Walter Freitas, Nilson Chaves, Lucinnha Bastos, Marhco Monteiro, o grupo Jardim Percurssivo, além das cantoras Ana Clara e Sammliz. Os convidados vão ajudar o artista em releituras de antigas canções que marcaram sua carreira. Durante os ensaios, a equipe de produção da TV Cultura vai gravar depoimentos com artistas e o público para reforçar o material audiovisual. As imagens do show também serão utilizadas para criação de um musical que vai ser exibido em breve para celebrar os 30 anos da emissora. No total, mais de trinta profissionais da Cultura Rede de Comunicação estão envolvidos no projeto. 

 

"Sempre tive uma relação muito boa com a Cultura Rede de Comunicação, onde trabalhei por cerca de 20 anos, mas nunca tinha ganhado um presente como este, de estar em um documentário produzido pela emissora. Foi uma coincidência muito feliz eu estar completando 30 anos de carreira junto com as comemorações de 30 anos da TV Cultura. Vai ser bacana ver retratada toda minha trajetória artística. Eu estou muito feliz com o projeto", contou Toni. 

 

Trajetória

 

Nascido na cidade de Bragança, Toni Soares tem inspiração nas folias, ladainhas, batuques de boi-bumbá e cordões de pássaros – tudo isso somado ao retumbão da Marujada de São Benedito, festividade mais tradicional da cidade e sua maior fonte de sonoridade. Toni é um incansável pesquisador de timbre e nessa busca acabou criando seu próprio instrumento a Banjola, que é uma espécie de banjo com braço de violão de 12 cordas tocado com arco de rabeca.

 

"Para comemorar esses 30 anos convidei pessoas que realmente fizeram parte da minha trajetória como músico. O Marhco Monteiro, a Lucinnha Bastos e o Nilson Chaves, por exemplo, gravaram a minha música "A Força que vem das ruas", e até deram o nome do DVD deles (Trilogia) para essa composição e não tinham como não estar presentes. Mas também convidei gente como a Sammliz e a Ana Clara, que são cantoras da nova geração e que admiram meu trabalho", adianta.

 

O artista foi integrante da formação original do “Arraial do Pavulagem” do qual fez parte durante 15 anos compondo em parceria com Ronaldo Silva sucessos como “Estrela da Manhã”, “Barreira do Mar”, “Bordado de Estrela” e “Capitulador”.

 

"Não tinha a dimensão de quanto sou querido em Bragança, que é minha terra natal. Quando gravamos o mini-show por lá me senti muito emocionado. Foi legal ver as pessoas cantando as minhas composições e chamando meu nome. Eu quis demonstrar também toda a minha religiosidade e respeito a São Benedito, sou muito grato a ele", finaliza Toni, que atualmente trabalha como arte-educador na rede pública de ensino de Bragança. E como não poderia deixar de pensar na arte, ele já trabalha na formação de um coral com estudantes do município.