Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Estudantes surdos visitam a Cultura Rede de Comunicação

Imprensa

Estudantes surdos visitam a Cultura Rede de Comunicação

Estudantes surdos visitam a Cultura Rede de Comunicação
Fotos: Camila Lima
 
Um grupo de 15 estudantes surdos do curso de Letras/Libras da Uepa (Universidade do Estado do Pará) fez visita às dependências da Cultura Rede de Comunicação e participou de uma sessão inclusiva que exibiu os primeiros episódios das séries contempladas pelo Edital Cultura de Audiovisual. Nesta quarta-feira (8), os estudantes também conheceram as instalações da TV Cultura do Pará. O grupo foi acompanhado pelo jornalista Rodrigo Souza, do Portal Cultura, que é estudante de libras e ajudou no processo de comunicação.
 
"A visita foi importante porque existe a Lei Brasileia de Inclusão (Lei 10.098), que garante a inclusão dos surdos, mas percebemos que a tv pública está mais disposta em relação a isso do que a tv comercial. A janela de libras é encontrada somente na tv pública e precisamos ampliar isso. Então é de grande importância o momento em que a TV Cultura, emissora pública e educativa, abre suas portas para receber os estudantes. É uma forma de inclusão também conhecer o processo de como se faz uma tv", destaca Rodrigo Souza.
 
A visita começou pelos estúdios da TV Cultura, onde os estudantes foram recebidos pela jornalista Renata Ferreira, apresentadora do 'Sem Censura Pará'. Renata explicou como funciona a dinâmica do programa e os equipamentos utilizados para colocar a atração dária no ar. Em seguida, o grupo foi recebido na redação da TV Cultura pela jornalista Paula Maneschy, coordenadora de jornalismo da emissora. Maneschy detalhou a estrutura da redação e explicou as funcões dos jornalistas da emissora. Os estudantes tiraram dúvidas sobre a programação e destacaram a importância da TV Cultura. 
 
"Gosto de assistir à TV Cultura porque ainda é uma das poucas emissoras que tem janelas de libras em alguns programas. A visita foi importante para nós conferirmos como é que funciona uma tv por trás das câmeras", disse o estudante Matteus Fernandes, que cursa o primeiro ano de Letras com habilitação em Libras da Uepa. 
 
 
 
Foto Camila Lma
 
 
Durante a visita os estudantes também assistiram os primeiros episódios das três séries contempladas pelo Edital Cultura de Audiovisual. A exibição  de " Eu moro aqui", "Diários da Floresta" e "As Icamiabas na Cidade Amazônia" foi realizada com legendas e Libras para compreensão dos surdos, conforme previa o edital. A coordenadora do edital, Indaiá Freire, apresentou cada uma das obras aos estudantes antes da sessão inclusiva no estúdio K da emissora.  Os realizadores das séries também conversaram com os estudantes após a sessão.
 
"O surdo precisa ter contato e conhecer melhor a televisão. O surdo tem vontade de conhecer o mundo audiovisual, mas tem poucas oportunidades, então é importante que a emissora pública abras suas portas para gente conhecer a estrutura, salas, e equipamentos e como se faz uma tv. Seria interessante que a TV Cultura também convidasse outras escolas de surdos de Belém. É importante também que a TV Cultura abra cada vez mais janelas de libras para os surdos", finaliza Mariane Xerfan, presidente da Asbel (Associação dos Surdos de Belém), que esteve presente na visita.