Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

“O caso do homem errado”: doc aborda o genocídio de pessoas negras

Cinema

“O caso do homem errado”: doc aborda o genocídio de pessoas negras

O filme está em exibição no Cine Líbero Luxardo
“O caso do homem errado”: doc aborda o genocídio de pessoas negras

Foto: Divulgação

 

A diretora Camila de Moraes era apenas uma criança de menos de um ano de idade quando, em 14 de maio de 1987, uma quinta-feira, o operário negro Júlio César de Melo Pinto foi executado por policiais militares, ao ser confundido com um dos assaltantes que roubaram um supermercado da cidade de Porto Alegre. O crime teve grande repercussão e ficou conhecido como Caso do Homem Errado.

 

Por meio de pesquisas e depoimentos a jovem cineasta relembra o episódio no documentário nacional “O caso do homem errado”, em exibição no Cine Líbero Luxardo.

 

A partir desse fato ocorrido na década de 1980, o filme, lançado em 2017 e todo gravado em preto e branco, traz ao público uma reflexão e um alerta sobre o genocídio de pessoas negras no Brasil a partir do ocorrido com Júlio César de Melo Pinto. Assista ao trailer.

 

O fato é contado através de depoimentos como o de Ronaldo Bernardi, o fotógrafo que fez as imagens que tornaram o caso conhecido, o da viúva do operário, Juçara Pinto e de nomes respeitados da luta pelos direitos humanos e do movimento negro no Brasil. Pobre e negro, Júlio entrou para as estatísticas e, a partir das falas daqueles que vivenciaram de perto o fato, o documentário deixa claro que o ocorrido não foi motivado pela história de Júlio, mas sim por sua cor.

 

Serviço: O filme “O caso do homem errado” está em cartaz no Cine Líbero Luxardo (Av. Gentil Bitencourt, 650) até esta quarta-feira (29), às 16h. Mais informações na bilheteria do cinema ou pelo telefone 3202-4321.