Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

2º Edital Cultura de Audiovisual divulga projetos selecionados

Imprensa

2º Edital Cultura de Audiovisual divulga projetos selecionados

Financiamento vai para obras de ficção, animação e documentário
2º Edital Cultura de Audiovisual divulga projetos selecionados

Foto: Julianna Fernandes

 

A Cultura Rede de Comunicação divulgou nesta quarta-feira (5) os projetos selecionados no 2º Edital Cultura de Audiovisual. O edital contempla sete novos produtos na área, com financiamento total de R$ 4.490.000,00 assegurados pela Ancine (Agência Nacional do Cinema). O resultado está disponível no site http://www.portalcultura.net.br

 

Foram selecionadas duas obras seriadas de ficção no valor de R$ 1.000.000,00 cada, três obras seriadas de documentário no valor de R$ 430.000,00 cada, e duas obras seriadas de animação no valor de R$ 600.000,00 cada. "A banca avaliadora teve total liberdade para avaliar e selecionar os projetos que acharam mais adequados ao regulamento do edital, já que os mesmos serão exibidos na TV Cultura, e posteriormente, serão comercializados pelos selecionados", destaca Indaiá Freire, coordenadora do edital.

 

Os projetos selecionados foram: 

 

Animação:

Produtora: Iluminuras – Estúdio de Animação

Título: A Sensacional Vilabarca

 

Produtora: C M O Tavernard ME

Título: A Turma da Pororoca – A Série

 

Documentário:

Produtora: Ara Filmes Produções

Título: Galera da Laje

 

Produtora: Clarté Serviço de Foto e Cinema LTDA

Título: Inovadores 

 

Produtora: Lamparina Filmes LTDA

Título: Apa: Arco e Escudo

 

Ficção:

Produtora: TV Norte Independente

Título: O Amor em Tempo de Bullying

 

Produtora: Floresta Vídeo Gráfica e Editora Ltda.

Título: Águas Mágicas

 

O 2º Edital Cultura de Audiovisual vai fomentar o mercado audiovisual paraense e criar novas oportunidades para produtoras locais. Assim como no primeiro edital, 80% da produção das obras audiovisuais devem ser realizadas em solo paraense, observando a contratação de artistas e técnicos locais. Para a obra “Águas Mágicas”, da Produtora Floresta Vídeo Gráfica e Editora, a previsão é formar uma equipe com 40 a 50 pessoas e a produção será feita majoritariamente na cidade de Tucuruí, que vai receber oficinas de capacitação promovidas pela produtora.

 

Além da criatividade e originalidade dos projetos, os realizadores também tiveram que pensar em propostas voltadas à realidade amazônica. “A Sensacional Vilabarca”, uma das animações contempladas pelo edital, da produtora Iluminuras, se baseia em um local da periferia de Belém, a Vila da Barca, e a partir dele constrói um universo fantástico em uma história de aventura, comédia e terror. “Nós queríamos criar uma história que trouxesse essas coisas, mas que tivesse um contexto amazônico também. Então fomos atrás, por exemplo, da lenda da Matinta Perera, mas trazendo para esse universo com uma outra roupagem.”, conta Andrei Miralha, um dos realizadores do projeto.

 

As produtoras selecionadas terão o prazo final de 18 meses para entregar as obras de ficção e documentário e 20 meses para as séries de animação. Todas serão exibidas futuramente na TV Cultura do Pará. É a segunda vez que produtoras paraenses recebem incentivos por meio do edital da Cultura Rede de Comunicação. "Nós, enquanto fomentadores, ficamos muito satisfeitos com o resultado, é mais uma etapa que se encerra. Acreditamos que o cenário paraense é promissor e está mais amadurecido. Logo teremos mais obras seriadas na tela da TV Cultura do Pará e quem sabe em outras telas brasileiras", completa Indaiá Freire.

 

Os realizadores dos projetos veem essa oportunidade de exibição de suas obras finalizadas como um grande diferencial do Edital Cultura de Audiovisual. Para André dos Santos, da Apa: Arco e Escudo, “o Pará é um estado gigantesco e muito plural. Então é uma forma de difusão muito bacana, aproveitar o alcance da TV Cultura para falar de algo que é a nível de estado mesmo.”.

 

Sucesso

 

O primeiro Edital Cultura de Audiovisual foi lançado em 2014 e três séries contempladas pelo projeto foram lançadas em agosto do ano passado pela Cultura Rede de Comunicação. Única emissora pública do Norte do Brasil a garantir edital audiovisual, a TV Cultura do Pará destinou um total de R$ 3 milhões para as produções, sendo que R$ 1 milhão foi contrapartida da emissora e o restante do Fundo Setorial do Audiovisual, da Agência Nacional do Cinema (Ancine), que repassou mais R$ 2 milhões às produtoras paraenses selecionadas. 

 

Das produções contempladas no edital lançado em 2014, as séries de ficção "Diários da Floresta", da produtora Floresta Vídeo, e "Os Konsiderados", da Green Vision, receberam R$ 1 milhão cada. Já o documentário "Eu moro aqui", da produtora TV Norte Independente, e a animação "As Icamiabas na Cidade Amazônia", do Iluminuras Estúdio, receberam R$ 500 mil cada. Conforme o edital, as produtoras tinham que realizar 80% dos projetos em solo paraense, bem como contratar artistas e técnicos locais para fomentar o segmento no Estado.

 

O documentário "Eu moro aqui", da produtora TV Norte Independente foi exibido em setembro do ano passado pela TV Cultura do Pará. A série "Diários da Floresta", da produtora Floresta Vídeo, foi ao ar em outubro e a animação "As Icamiabas na Cidade Amazônia", do Iluminuras Estúdio, em novembro do ano passado. A produção "Os Konsiderados" deve ser lançada ainda este ano.