Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Banalização da violência é tema de exposição

Banalização da violência é tema de exposição

Obra do artista Teodoro Negrão pode ser visitada na Galeria Teodoro Braga
Banalização da violência é tema de exposição

Foto: Divulgação

 

O artista paraense Teodoro Negrão expõe até o dia 27 de setembro na Galeria Theodoro Braga (Centur) a instalação “Máscaras, janelas da alma: por trás delas, nem tudo são flores”, na qual o artista expressa suas angústias acerca de temas bastante atuais, entre eles a banalização da violência, a nossa falta de humanidade para com o próximo e o modo como reagimos a isso.

 

Partindo dessas premissas, Negrão produziu um trabalho formado por três objetos escultóricos, além de áudios, que convidam o espectador a refletir sobre como o mesmo se comporta no meio em que vive. Além disso, as paredes são utilizadas na exposição como suportes para que nelas o público possa deixar uma síntese da sua reflexão sobre o tema.

 

Segundo o artista, que é graduado em História e Artes Plásticas e Visuais pela Ufpa, as pessoas que perderam alguém próximo a elas quase sempre escondem seus sofrimentos por uma questão de conveniência, por querer “mascarar” esses sentimentos e não os expor à sociedade.

 

Foi dessa percepção que veio a ideia para o projeto que originou a instalação, pois, para o artista, aqueles que convivem com os agredidos preferem fingir que não sabem ou não enxergam o sofrimento escondido nessas pessoas, evitando assim expor aos outros as suas próprias fragilidades.

 

Serviço: A exposição “Máscaras, janelas da alma: por trás delas, nem tudo são flores” pode ser visitada até o dia 27 de setembro, de segunda a sexta, no horário de 9h às 18h, na Galeria Teodoro Braga (Av. Gentil Bittencourt, 650, Centur). A entrada é franca.