Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Jornal Cultura destaca os benefícios da energia solar

Tv Cultura

Jornal Cultura destaca os benefícios da energia solar

O assunto é tema de duas reportagens especiais exibidas nesta quinta (13) e sexta-feira (14).
Publicado em 13/06/2019
O assunto é tema de duas reportagens especiais exibidas nesta quinta (13) e sexta-feira (14).
Jornal Cultura destaca os benefícios da energia solar

Além de ser imprescindível para a vida no planeta Terra, a luz do sol é considerada uma fonte de energia limpa e uma das mais promissoras para a obtenção energética por sua capacidade em reduzir os impactos ambientais e por ajudar na redução do valor da conta de energia paga mensalmente pelos consumidores.

 

Nesta matéria especial apresentamos alguns dos benefícios do uso da luz solar na geração da chamada energia elétrica fotovoltaica a partir das opiniões do engenheiro eletricista e empresário, Daniel Sobrinho e do pesquisador da Universidade Federal do Pará, Wilson Macedo.

 

O uso da energia solar, em nível nacional, começou a se tornar mais viável após a publicação da Resolução 462/2012 da ANEEL que instituiu a política de crédito de energia, permitindo ao usuário gerar a sua própria energia a partir de fontes renováveis, como a solar, e fornecer o excedente para a rede de distribuição que no caso do estado do Pará é a Celpa.

 

Segundo Daniel Sobrinho, os estados do Pará e do Rio de Janeiro atualmente são os dois maiores estados onde o retorno do investimento no uso da energia solar é mais rápido devido a vários fatores como: o custo elevado da geração da energia elétrica a partir das hidrelétricas, a alta carga tributária, além de possuírem uma insolação muito boa.

 

Mesmo diante desse cenário, em nível estadual, o Pará ocupa o vigésimo lugar entre os estados que mais investiram no uso da energia solar, uma posição ainda muito acanhada e que chama a atenção para a necessidade de investimentos no setor, o que torna ainda muito caro o uso do sistema de placas para a captação da luz do sol, por exemplo.

 

INVESTIMENTO

 

O cálculo do investimento no sistema de energia fotovoltaica é feito sobre o consumo de energia elétrica de cada pessoa, independente do tamanho do imóvel. O recomendável, para o uso do sistema de energia solar, é para uma conta de no mínimo 300 Kw/h, o que corresponde ao valor mensal de aproximadamente R$ 300,00. Nesse caso o investimento gira em torno de R$ 12 a 13 mil, segundo Daniel Sobrinho.

 

O sistema fotovoltaico passou a ser mais amplamente implantado no mundo na década de 1970, após a crise do petróleo, quando vários países iniciaram uma verdadeira corrida por alternativas que substituíssem a queima de combustíveis fósseis, como o petróleo, na geração de energia elétrica.

 

Com o passar dos anos esse sistema (fotovoltaico) foi se mostrando altamente viável aos consumidores, economicamente falando, ou seja, o custo da energia gerada é menor do que o valor pago à concessionária. Além disso, em termos de impactos ambientais, do ponto de vista do uso da energia, a fotovoltaica é considerada limpa por não gerar nem um tipo de poluição.

 

CUSTOS E BENEFÍCIOS

 

A tarifa da energia elétrica é regulada pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). Além disso, há outros fatores que acabam impactando no custo final da energia, como o ICMS, imposto que é variável para cada estado, gerando valores diferentes na conta paga pelo consumidor de cada região do país, bem como o valor da taxa de iluminação pública. Já no caso do sistema fotovoltaico há possibilidade do consumidor transferir para a concessionária o excedente energético gerado, o que reduz drasticamente o valor da fatura mensal.

 

De acordo com o pesquisador da Ufpa, Wilson Macedo, em se tratando da realidade amazônica, sobretudo em relação às comunidades ribeirinhas, se pode dizer que o uso do sistema fotovoltaico é perfeitamente viável por vários aspectos, não só pela possibilidade de poder gerar a energia elétrica no próprio local, mas também pelos impactos dessa energia na qualidade de vida das pessoas.

 

Por exemplo: postos de saúde equipados poderiam funcionar sem interrupções, evitando que os moradores precisem buscar atendimento médico nos centros urbanos, sobrecarregando os hospitais. Escolas que ofereçam o ensino fundamental e médio poderiam ser frequentadas na própria comunidade, sem a necessidade de haver o deslocamento dos estudantes até as cidades para poder estudar. Esses são apenas alguns dos aspectos extremamente importantes, trazidos pelo uso da energia solar, que muitas das vezes não são considerados.

 

FUTURO DA ENERGIA SOLAR NO BRASIL

 

O país tem um futuro muito promissor dentro do uso da energia solar, no entanto, as políticas públicas de incentivo a isso ainda são muito tímidas. Um exemplo claro é a Resolução 462/2012 da ANEEL que ainda está sendo revista para possibilitar que o número de instalações do sistema fotovoltaico venha a ser ampliado no sistema elétrico nacional, tornando mais popularizado o uso da energia solar, destacou o pesquisador Wilson Macedo.

 

 

Arte: Portal Cultura