Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

SINDMEPA realiza programação musical em 2020

SINDMEPA realiza programação musical em 2020

O evento ocorre no Cineteatro do sindicato.
SINDMEPA realiza programação musical em 2020

O Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa) inicia a agenda cultural de 2020 com uma nova categoria. A partir do dia 8 de janeiro o Cineteatro da instituição irá receber, às quartas-feiras, apresentações musicais quinzenalmente. Para comemorar os dois anos de fundação do espaço, a abertura é por conta do show “Dois Violões da Amazônia”, apresentado por Ricardo Smith e José Maria Bezerra, a quem caberá a coordenação da pauta musical do local. No dia 22, a atração fica por conta do show “Mirazu”, da dupla Miranda e Azulay, uma pianista e um flautista. 

 

A partir da introdução da categoria “música” na agenda do Cineteatro, o Sindmepa cumpre mais uma meta de contribuir com o incentivo a cultura paraense e a ampliação dos espaços de apresentações livres para os artistas locais. O intuito é oferecer ao público música de qualidade gratuitamente.

 

O Cineteatro, que possui dois anos de funcionamento, mantém a tradição de apresentar às terças-feiras mostras de filmes, assim como peças locais de teatro. Agora, chega a vez da música. O curador do espaço, Marco Antonio Moreira, explica “a intenção da direção com colaboradores é de que outras linguagens possam chegar ao espaço. Então, a música, o projeto que envolve periodicamente apresentações musicais, cumpre esse papel, sendo direcionado não só aos associados do sindicato, mas também ao público em geral da cidade. Com certeza, será muito bem-vindo pela comunidade”.

 

Para o diretor do Sindmepa, Waldir Cardoso, o sindicato cumpre uma função social, tanto para proporcionar música à comunidade, como apoiar jovens talentos da região. “São os médicos fomentando a cultura paraense”, conclui.

 

De acordo com José Maria Bezerra, mestre e doutorando em Artes e professor da faculdade de Música da Universidade Federal do Pará (UFPA), a ideia visa tornar o ambiente do sindicato multicultural. “Então, a gente vai trazer música ao vivo, mas uma música diferenciada que inclui música instrumental, música autoral, música feita para atender a essa comunidade que está meio sem opção dessa música de concerto, que é para sentar e apreciar. É diferente da música que você sai de casa para ir a um bar ouvir, onde você não sabe se escuta a música ou se conversa. Aqui não. É música para você sentar e apreciar”, explica.

 

O projeto prevê a participação de professores e alunos de música, oriundos das faculdades locais que têm cursos de música, além do conservatório Carlos Gomes e cursos técnicos mantidos pela escola de música da UFPA e o bacharelado estadual. “Tem um alunado se tornando profissional sem espaço para apresentar o seu trabalho”, explica o professor. Dentro dessa concepção, o projeto prevê apresentações de concertos quinzenais com duos, trios e quartetos que apresentem repertório próprio (autoral) ou de intérprete. Formar plateia, tornar muito mais dinâmico o espaço cultural do sindicato e oportunizar jovens músicos são os objetivos macros do projeto.

 

Dois Violões da Amazônia

 

Projeto artístico formado por José Maria Bezerra e Ricardo Smith. Os dois músicos se conheceram no final da década de 1990 e desde então tocam juntos em alguns eventos acadêmicos. A partir de 2015 começaram uma parceria em que mostram obras autorais em arranjos para violão solo ou duo. Em 2018, resolveram firmar a parceria e montar o Projeto Dois Violões da Amazônia, que traz na essência obras autorais dos dois músicos. O grupo lançou em 2018 o CD Húmus e com ele viajou em turnê por todo o estado do Pará.

 

Serviço:

 

Show “Dois Violões da Amazônia”

 

Data: 08/01

Horário: 19h30

 

Show “Mirazu”

 

Data: 22/01

Horário: a confirmar

 

 

Imagem: Divulgação