Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Sespa alerta para o combate ao Aedes aegypti

Sespa alerta para o combate ao Aedes aegypti

A Secretaria recomenda aos municípios paraenses a realização de mutirões de limpeza para acabar com focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.
Sespa alerta para o combate ao Aedes aegypti

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) está recomendando a todas as 144 Secretarias Municipais de Saúde que façam mutirões de limpeza e vistoria em casas e órgãos públicos, de acordo com o preconizado pelo Ministério da Saúde. O objetivo é combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya.

 

Segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde, foram confirmados 2.031 casos de dengue no Pará no período de primeiro de janeiro a dois de dezembro de 2019. No mesmo período de 2018 os casos confirmados foram 1.655. Não houve mortes pela doença em 2019.

 

Em relação à febre chikungunya, o ano de 2019 registrou 2.245 casos confirmados. Em 2018 houve a confirmação de 6.695 casos, configurando uma redução de 65,96%. Não houve registro de mortes pela doença em 2019.

 

Sobre o zika vírus, 39 casos foram confirmados em 2019. No ano anterior os casos chegaram a 72, havendo redução de 45,83% e sem registro de mortes em 2019.

 

Casos no Brasil

 

O país concentrou em 2019 um recorde histórico no número de casos de dengue na América Latina, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). A entidade alertou também para a alta incidência da infecção em países da América Central.

 

Entre janeiro e outubro de 2019 foram mais de 2,7 milhões de infecções pela dengue registradas no continente latino. Desse total, ao menos 22.127 foram de casos graves e 1.206 mortes.

 

A dengue é uma doença causada por vírus e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Os principais sintomas são: febre, dores nas articulações, músculos, olhos, manchas avermelhadas pelo corpo, fraqueza, falta de apetite e dor de cabeça. Algumas pessoas podem apresentar também náuseas e vômitos, considerados sinais de alerta para que se procure imediatamente atendimento médico. A dengue hemorrágica, a forma mais grave da doença, apresenta os mesmos sintomas, além de hematomas pelo corpo e sangramentos nas mucosas como as do nariz e gengivas. Sem tratamento pode ser fatal.

 

Foto: Reprodução