Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Sespa esclarece cenário da Covid-19 no Pará

Sespa esclarece cenário da Covid-19 no Pará

Dados foram atualizados nesta sexta-feira (16)
Foto em destaque

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Estado do Pará (Sespa) promoveu uma entrevista coletiva nesta sexta-feira (16), no Palácio do Governo, para atualizar o cenário da Covid-19 na região após especulações a respeito de uma nova onda de casos.

 

Segundo o diretor de vigilância em saúde da Sespa, Denilson Feitosa, houve queda de número de casos e óbitos desde maio, no pico da pandemia no Pará. Os dados mais recentes, divulgados nessa quinta-feira (15) constataram que ocorreu redução de 90% na média móvel de novos casos de Covid-19 no Estado e 74% no número de óbitos, comparado aos dados dos últimos 14 dias.

 

“Nós utilizamos um método muito usado por veículos, inclusive de imprensa, e outros canais de pesquisa, que é a variação da média móvel nos últimos 14 dias. Nós pegamos, sempre utilizando a data do primeiro dia de sintomas, que marcam o início da doença e, no caso dos óbitos, utilizamos a data de ocorrência. Com isso, nós somamos esses números nos últimos sete dias, fazemos uma média e comparamos com a mesma média de 14 dias atrás”, explicou o diretor Denilson Feitosa.

 

O diretor reforça que, mesmo adicionando casos de dias anteriores, não houve mudanças de comportamento no avanço da doença no Pará que, hoje, também tem outros vírus respiratórios circulando como o H1N1 e rinovírus, também causadores de infecções respiratórias. Segundo inquérito da Universidade do Estado do Pará (UEPA), estima-se que 20%, ou seja, 1,3 milhão de paraenses tiveram contato com o novo coronavírus.

 

De acordo com Guilherme Mesquita, diretor de regulação e auditoria da Sespa, a região já teve 702 leitos de UTI operacionais e 1519 leitos clínicos. Atualmente, os números são outros. “Estamos 277 leitos com uma taxa de ocupação de 59%. Então, hoje, nós trabalhamos com uma folga de 40%, eles estão desocupados e à disposição da população, caso haja necessidade. Isso também ocorre dentro dos leitos de UTI pediátrico. Hoje, nós temos 35 leitos e somente 11 estão sendo utilizados. Ou seja, do ponto de vista da regulação, não temos pressão”, esclareceu. Fatos que provocaram a retomada do perfil original de alguns hospitais.  

 

Gustavo Costa, diretor de desenvolvimento e sistemas da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa), afirmou que o órgão tem prestado auxilio ao Governo do Estado e Sespa na notificação dos casos. Os dados atuais, segundo o site, mostram que há 240.223 confirmados, 6670 óbitos, 224.449 recuperados, 27.155 descartados e 273 em análise na região.

 

Segundo o coordenador da pesquisa Boletim Covid Pará, professor Jonas Castro, da Universidade Rural do Pará (UFRA), a última publicação demonstrava que de fato existe uma estabilização da pandemia no Estado, sem indícios e possibilidade de haver uma segunda onda.

 

O fato foi reforçado por Clay Chagas, vice-reitor da UEPA e coordenador do estudo Evolução da Prevalência da Infecção da Covid-19 no Estado do Pará. A terceira fase da pesquisa trabalha em 52 municípios, na parte rural e urbana do Estado, por meio de testes rápidos. O relatório da terceira etapa deve estar pronto até o final do mês.

 

Além disso, foi ressaltado na entrevista coletiva que a Sespa está em contato regular com as instituições privadas para confirmar se houve aumento no número de casos, avaliando cuidadosamente o quadro epidemiológico, flexibilizações, entre outros aspectos que podem ser vistos na íntegra no vídeo abaixo. 

 

Foto: reprodução