Quiere comprar pastillas de potencia Venda De Viagra Brasil La entrega de tabletas se produce en la normal imperceptible el sobre y se respeta la confidencialidad de la.

Morre jornalista da Rede Cultura Hamilton Pinheiro

Imprensa

Morre jornalista da Rede Cultura Hamilton Pinheiro

Velório está sendo na capela Good Pax
Hamilton Pinheiro

O jornalismo paraense amanheceu de luto. Faleceu na madrugada desta terça-feira, 10, o jornalista Hamilton Pinheiro da Costa, gerente de jornalismo da Rádio Cultura, popularmente conhecido como HP. Ele foi internado na tarde de ontem, 9, no Hospital Saúde da Mulher em função de problemas pulmonares, resultado de uma pneumonia diagnosticada em dezembro do ano passado. Às 3h30 desta terça, o jornalista faleceu. O corpo está sendo velado na capela Good Pax e o enterro será às 17h, no cemitério Recanto da Saudade, em Ananindeua.

 

 

Hamilton Pinheiro ia completar este ano 50 anos de jornalismo e 65 de vida. Muito querido pelos amigos, tinha como frase de efeito “Prossiga, Comandante!” que ganhou até comunidade no Orkut. A presidente da Rede Cultura de Comunicação, Adelaide Oliveira, lamentou a morte do jornalista. “Hamilton era uma pessoa que sabia agregar, mesmo aposentado e doente estava sempre presente na redação”. “O jornalismo paraense perdeu um grande profissional”, destacou o diretor da Rádio Cultura, Edson Matoso. “Ele foi um grande professor e sua morte deixa uma grande lacuna no jornalismo paraense” lamentou o radialista José Vieira.

 

 

Trajetória

 

Hamilton Pinheiro da Costa nasceu no município de Nova Timboteua, no dia 19 de abril de 1948. Ele deixa dois filhos e um legado de 43 anos no jornalismo paraense. No rádio, ele foi plantonista esportivo, dividindo com Zaire Filho a apresentação de programas especiais aos domingos, com audiências elevadas. Sua primeira passagem pela Rádio Cultura foi entre 1984 e 1995, retornando à casa em 2006. O carisma e bom humor de HP lhe renderam o apelido de "Comandante HP".